NOTA DA CONGREGAÇÃO DA FACULDADE DE DIREITO DA UFBA